OCTÁVIO CÉSAR AUGUSTO

 
OCTÁVIO CÉSAR AUGUSTO

Roma .63 a.C. – Nápoles . 14 d.C.




Nascido em Roma com o nome de Caio Octávio, tomou o nome de Caio Júlio César Octaviano em 44 a.C. , após a morte do seu tio – avô, Júlio César.
Este, em testamento, adoptou Octávio e fez dele o seu herdeiro.

Após o assassinato de Júlio César, Octávio forçou o Senado a nomeá-lo cônsul e, juntamente com Marco António e Lépido, formou o segundo triunvirato.
Após derrotarem inimigos comuns e assegurarem o poder do império, Octávio e Marco António tornaram-se rivais. A causa dessa rivalidade foi a aliança, política e romântica, entre Marco António e a rainha do Egipto, Cleópatra.
Após declarar guerra ao antigo companheiro de armas, Octávio derrotou-o na batalha naval de Ácio. Vitorioso, regressou a Roma e , em 27 a.C. , após o Senado lhe ter outorgado plenos poderes militares, administrativos e religiosos, Octávio tornou-se o primeiro imperador do Império Romano.
Foi-lhe, também, atribuída a designação de Augusto ( “divino”).
Durante o seu governo, o Império conheceu uma era de paz e de prosperidade que ficou conhecida como “ Pax Romana “.
Após a sua morte os cidadãos do Império passaram a venerá-lo como um deus.

Notas

  • O mês de Agosto, antes denominado Sextilis, passou a ser designado de Augustus em homenagem ao Imperador Octávio César Augusto.

    • Octávio contribuiu para o florescimento das artes no Império, protegendo e patrocinando artistas como Virgílio, Tito Lívio, Horácio e Ovídeo.

    • Quase no final da sua vida, Octávio disse que encontrara Roma como uma cidade de tijolos e pedras e que a deixava como uma cidade de mármore.